Entendendo ebooks e sua acessibilidade

Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiri (ago/2017)

Escrever sempre demanda conhecimento, tempo, concentração, clareza de ideias e, às vezes, espaço para publicar o que foi escrito. Do contrário, o conhecimento não se difunde, e fica restrito apenas ao autor do texto e, quando muito a seus amigos mais próximos. A tecnologia (mais uma vez ela!), aparece nesse cenário como força transformadora, tanto para os leitores quanto para os autores de livros. Os ebooks, como são conhecidos os livros digitais, estão mudando a forma como as pessoas leem e armazenam livros.

Novo iOS10: uma visão geral e detalhes sobre os recursos de acessibilidade para iPhone e iPad.

Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiari Agosto/2016

A Apple anunciou (junho/2016) o novo sistema operacional iOS10 para iPhone/iPad. Embora a versão disponibilizada seja de testes e direcionada aos desenvolvedores (a ser liberada ao público no final de 2016), já está gerando muitas discussões e comentários na Internet, devido aos novos recursos e mudanças no uso dos dispositivos. Como toda nova versão de software, é importante avaliá-la sob a ótica da acessibilidade..

Linha Braille: saiba como usar

Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiari Abril/2016

Neste vídeo https://youtu.be/dcLcvV9R-FA , Cristiana Cerchiari, parceira da LBG Acessibilidade Digital, e usuária de tecnologias assistivas há anos,mostra como usar a linha braile para pessoas com e sem deficiência visual.

As Redes Sociais sob o foco da Acessibilidade

Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiari - Jun 2015

Redes Sociais, ou mídias sociais como também são conhecidas, são aplicações baseadas na Internet que permitem criação e compartilhamento de conteúdo entre grupos de pessoas. Facebook, Twitter, LinkedIn, Youtube, Skype são alguns exemplos mais populares.

Mochila Digital: inclusão ou mais exclusão?

Por Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiari Ago/2014

Mesmo que as escolas ainda desconfiem da eficiência e eficácia do uso de dispositivos eletrônicos na sala de aula, a transição para formatos digitais está se mostrando irreversível. Como escreveu Celso Ming , a Mochila é Digital! Segundo o artigo, o Ministério da Educação (MEC) aplicou, para o ano letivo de 2014, R$ 67 milhões em ferramentas digitais complementares aos livros impressos e o edital de compra de 2015 já prevê a aquisição de livros digitais e obras multimídia, com vídeos, animações, mapas interativos e outros recursos associados aos textos escritos. Em algumas escolas, o material escolar do Ensino Médio, por vezes se limita a um caderno de anotações e ao tablet, equipamento que leva vantagem de poder ser usado no ano seguinte. O diretor de Ações Educacionais de Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rafael Torino, citado no artigo de Ming, diz que “Este é um processo gradual de inserção digital, não será obrigatório e não será uma substituição pura e si

Escrevendo e-mails acessíveis

Por Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiari Jul/2014

Apesar de ter sido criado há muito tempo (antes mesmo da internet), o correio eletrônico (e-mail) continua sendo uma importante forma de comunicação. E-mails são em geral mais rápidos e eficientes do que telefonemas ou encontro presenciais, com a vantagem de poder ser documentado para referências futuras. Muitas empresas estão adotando envio de e-mails (denominado e-mail marketing) como ferramenta de comunicação. Por permitir a divulgação rápida e barata de informações a muitas pessoas simultaneamente, o email marketing tem sido utilizado para informar promoções, produtos, convites a eventos, boletins eletrônicos (conhecidos como newsletters) entre outras utilizações.

Impressoras 3D: Reproduzindo imagens tridimensionais para estudantes com deficiência visual

Por Lucy Gruenwald e Cristiana Cerchiari Jun/2014

O problema: Uma das maiores barreiras atuais para a inclusão social, cultural e escolar das pessoas com deficiência visual é o acesso às imagens. Nesta última esfera, a presença de conteúdos visuais fica evidente em uma análise superficial dos materiais didáticos de todos os níveis escolares e das mais diversas áreas do conhecimento. Disciplinas como anatomia, biologia, astronomia e geografia utilizam imagens que contém inúmeros detalhes obtidos, muitas vezes, através de microscópios, telescópios ou satélites. Imagens também são vitais em cursos de matemática, engenharia, química, arquitetura, ou até mesmo de idiomas por ajudarem às pessoas cegas a construir referências culturais sólidas.

Multimídia na web e a acessibilidade

Por Lucy Gruenwald 2005

O movimento de multimídia na Web começou realmente em 1996. Partimos de textos simples para imagens estáticas e então para os áudios, vídeos e animações. À medida que a largura da banda, usada para transmitir conteúdo Web, aumenta e que, as ferramentas para criar e publicar mídia na Internet se tornam mais populares, estes elementos de animação, vídeo, som e outras formas de interação estão sendo cada vez mais encontrados em websites, principalmente naqueles que trabalham com notícias, entretenimentos e educação a distância

Tecnologias Assistivas no Ambiente Coorporativo

Por Lucy Gruenwald março/2009

É desnecessário comentar sobre a importância e a abrangência do uso da tecnologia da informação no ambiente corporativo. O conhecimento e a habilidade no uso de computadores são, cada vez mais, pré-requisitos na seleção de candidatos às vagas de trabalho. Profissionais de praticamente todas as áreas fazem uso do computador, tanto para executar suas tarefas diárias, como também para se comunicar e pesquisar informações através da Internet e Intranet . Evidentemente, a pessoa com deficiência não pode ficar à margem desta realidade, se quiser competir com os seus pares.

Resumo da 16ª AHG 2013 – Acessibilidade Digital é tema da Conferência no Colorado – EUA

Por Lucy Gruenwald 17/01/2014

A conferência AHG - Accessing Higher Ground de 2013, ocorrida em novembro e promovida atualmente pela AHEAD – Association on Higher Education and Disability e pela ATHEN- Access Technology Higher Education Network, contou com a participação de 50 universidades e 333 pessoas inscritas, sendo em sua maioria professores e profissionais ligados ao serviço de atendimento aos alunos com deficiência em diversas instituições de ensino.

ENEM Acessível

Por Lucinda Leria 07/08/2013

Nenhuma "porta" deve permanecer "fechada" para as Pessoas com Deficiência (PCD). Mais ainda: existem "portas" que, quando "fechadas", torna imensurável o prejuízo da exclusão, perde-se a visão de um novo horizonte de oportunidades. O ENEM é uma dessas portas.

Impressões sobre a 27​ª CSUN - Conferência Internacional da California State University, Northridge​

Por Lucy Gruenwald 2012

CSUN, reconhecida como a maior e mais importante feira de tecnologia assistiva dos Estados Unidos possibilita o encontro entre pesquisadores, fabricantes, consumidores e profissionais em geral que prestam serviços de acessibilidade nas Universidades e em Instituições diversas,compartilhando conhecimentos e experiências com a finalidade de promover a participação plena das pessoas com deficiência na área educacional, de trabalho e no campo social.

Como Profissionais de TI podem ( e devem) dar sua colaboração na Inclusão Digital

Por Lucy Gruenwald 2007

As páginas Web estão cada vez mais sofisticadas e complexas. São cada vez mais visuais (que os cegos não enxergam), cada vez mais barulhentas (que os surdos não ouvem), cada vez com mais janelas pop-ups (que exigem esforços extras de pessoas com dificuldade motora), textos em movimentos (que pessoas disléxicas não conseguem acompanhar), sem falar naqueles menus com letras tão pequenas que o avanço da idade não nos deixa distinguir direito!

Ensino a Distância e a questão da Acessibilidade​

Por Lucy Gruenwald 2005

"Cursos por correspondência": Esta modalidade de ensino surgiu na Alemanha, em 1890, por causa da necessidade do preparo profissional e cultural de milhões de pessoas que, poe vários motivos, não podiam frequentar as escolas regulares. Inúmeros países, desde então, adotaram o ensino a distância como uma opção a mais para ministrar cursos de nível médio técnico, ou superior, de idiomas, de corte e costura, supletivos, entre outros.